14 janeiro 2014

Receita Meias Obliq de Ildete Almeida para Novelândia



Meia Obliq
Obliq é exatamente o que o padrão mostra:
Traços oblíquos e diagonais aplicados ao tricô devido a aumentos e diminuições.


A ponteira em Jersey Tab, a pastilha de tricô, tecida com número maior de carreiras se amolda perfeitamente com contornos arredondados e suaves, de forma  a amenizar as linhas mais agressivas e geométricas do ponto utilizado.

O calcanhar de redução a partir de um único ponto central garantiu um resultado triangular.

http://www.novelandia.com.br/app/sc/gui/Produto.aspx?cnt=801_1_866_1&html=produto&prod=330349&tit=Cortina+50g+-Importado+-+Armarinho+online+-+Promo%C3%A7%C3%B5es+Ofertas

O fio, Cortina, da marca Cervínia importado da Itália, é natural 50% lã e 50% acrílico, tratado e macio, perfeito para meias. 
VEJA AS CORES CLICANDO NA FOTO ACIMA

http://www.novelandia.com.br/app/sc/gui/Produto.aspx?cnt=801_1_866_1&html=produto&prod=264760&tit=Conjunto+de+5+agulhas+de+2+pontas+13+cm-Bambu+-+Armarinho+online+-+Promo%C3%A7%C3%B5es+Ofertas


Exige que se use agulhas de numeração 2,00 a 3,00mm
Amostra em 31 pontos e 42 carreiras.

INÍCIO
Faça o Jersey Tab:

]


Com duas agulhas juntas, monte 6 pontos em um fio de cor contrastante ao que você vai usar para sua meia.
Teça uma carreira em tricô.

Acrescente um fio para ser trabalhado junto com o fio da meia. Isso reforça e garante maior durabilidade à ponteira e se desejar ao calcanhar e reforço traseiro do tornozelo.
1ª carreira:Em ponto meia.
Avesso em tricô.




Teça mais 20 carreiras:
Direito: 1 ponto em tricô, 4 pontos em meia, 1 ponto em tricô.
Avesso:  Todos os pontos em tricô. 

Coloque um marcador titular na metade dos pontos para marcar o início de carreira. Insira nos 11 pontos de borda em um dos lados, uma agulha de duas pontas. Teça esses 11 pontos em meia.

Faça isso nos 6 pontos aparentes da montagem provisória e retire o fio auxiliar, descartando-o.

Temos 6 pontos em uma extremidade, 11 pontos em outra, 6 pontos a seguir e finalmente 11 pontos. Após retirar o fio de montagem provisória, teça uma carreira em ponto meia por todos os pontos, chegando até o marcador.
AUMENTANDO PONTOS

 Aumente a seguir  da seguinte forma: marcador titular,  pontos em meia (agulha 1);




 (agulha 2) um aumento à direita, 11 pontos em meia, um aumento à esquerda;  
(agulha 3) 6 pontos em meia;
(agulha 4) um aumento à direita, 11 pontos em meia, um aumento à esquerda;
Uma carreira em ponto meia em todos os pontos.




Prossiga aumentando até obter 50 pontos, ou o número de  pontos que necessite. É a medida da ponteira.
Havendo necessidade de alteração de tamanho proceda os cálculos partindo das medidas de sua amostra.
 O tamanho da sua ponteira corresponde a 25% do comprimento da circunferência.
Nesse caso, 20 cm de comprimento = 5 cm de comprimento.


Entenda-se no gráfico:
k (knit) = ponto em meia
p (purl) = ponto em tricô
yo (yarnover) = laçada
ssk(slip, slip knit) = Pode ser um mate simples também assim como outra diminuição
inclinada para a esquerda: tirar um ponto sem fazer em meia, tricotar o seguinte em meia. Com a agulha esquerda, rematar o ponto sem fazer da direita para a esquerda, sobre o ponto tricotado. Pode-se também tricotar dois pontos juntos em meia pegando por trás, mas deste modo os dois pontos serão torcidos, o que resultará numa diminuição levemente em relevo
k2tog (knit two together) = 2 pontos juntos em meia ou outra Inclinada para a direita: pegar dois pontos juntos, introduzindo a agulha direita, da esquerda para a direita, primeiro no segundo, depois no primeiro ponto e tricotá-los juntos em meia.
 


É hora de utilizar um ponto fantasia que caiba na conta dos pontos destinados ao peito do pé. Regra geral, usamos 50% dos pontos para sola e 50% dos pontos para o peito do pé.
Comece a tecer o peito do pé utilizando linha 7 do gráfico sugerido.
Teça 10 cm que correspondem a 50% do tamanho de sua meia.
Somados aos 5 cm da ponteira resultam 15 cm.


Na última carreira dos 10 centímetros e nos 25 pontos da sola, teça: 1 ponto em  tricô, 23 pontos em meia, 1 ponto em tricô.

PREPARANDO PARA O CALCANHAR E NESGA


Teça apenas nos pontos da sola mais 20 carreiras, afim de obter nas laterais 10 pontos de borda. Seguindo as minhas especificações de amostra, obtive uma medida de 5 cm, que somados aos 15 cm já tecidos, resultam nos 20 cm necessários para a medida integral da minha meia. Temos um retângulo com pontos de borda.






Direito:
1 ponto em  tricô, 23 pontos em meia, 1 ponto em tricô.
Avesso:
25 pontos em tricô.
Perceba os pontos de borda.

 ------------

CALCANHAR DE REDUÇÃO TRIANGULAR


Na última carreira em meia do retângulo, marque o ponto central. No avesso , após os 2 marcadores, teça 2 pontos juntos em tricô.

 


Vire o trabalho para o direito. Passe 1 ponto sem fazer e teça  em meia até passar os 2 marcadores.

No avesso , após os 2 marcadores, teça 2 pontos juntos em ponto meia e mais um ponto em meia.
Vire o trabalho para o avesso. Passe 1 ponto sem fazer e teça tricô até passar os 2 marcadores.
Teça 1 tricô, 2 pontos juntos em tricô e mais 1 ponto em tricô. Perceba que o calcanhar vai se formando  conforme você vai reduzindo os pontos. 

Reduza até pegar juntos os pontos das extremidades. Aqui restaram 13 pontos.
Temos um calcanhar  triangular.


------------




A  NESGA
 


Insira a agulha nos pontos de borda. Recolha o 10 pontos de borda, trabalhando-os em ponto meia.

Teça uma carreira do ponto fantasia e recolha os próximos 10 pontos de borda, trabalhando-os em ponto meia.





Marque metade dos pontos recolhidos em ambos os lados. Trabalhar em 3 agulhas, nessa parte é mais fácil.





REDUZINDO PARA FORMAR A NESGA





Deve-se reduzir para formar a nesga, os 2 primeiros pontos , com uma diminuição à direita,  e os 2 últimos pontos com uma diminuição à esquerda.



Ao mesmo tempo em que reduzimos os ponto até à sua quantia original dos pontos da sola, trabalhe o reforço traseiro do tornozelo em 23 pontos:
1 ponto em meia, 1 ponto sem fazer, *1 ponto em meia, 1 ponto sem fazer*, 1 ponto em meia.



O calcanhar e nesga prontos.



AUMENTANDO PARA O CANO
 



No cano, trabalhe o gráfico em todos os pontos.

 Aumente para o cano, seguindo as cores do gráfico.
Na foto, as agulhas assinalam os locais onde foram feitos os aumentos.
Teça até medir 10 cm de ponto fantasia.

Teça a seguir, barra 2/2 a medida que queira. Na meia da foto teci 12 carreiras em barra 2/2 e mais  8 carreiras em meia para o acabamento.
Arremate os pontos com Arremate elástico, veja o vídeo abaixo como fazer o arremate.








Padrão Obliq ©
Por Ildete Ameida, em dezembro de 2013 para Novelândia-www.novelandia.com.br




www.novelandia.com.br








4 comentários:

  1. Nossa, que tutorial detalhado, Ildete! Lindas meias!

    ResponderExcluir
  2. lindas as meias .; bem explicadinhas me apaixonei por elas;

    ResponderExcluir
  3. Gostariam de saber esse fio que tricota junto é de costura, é para meia não lacear? Que quando faço meia ela laceia. Como faço pra não acostecer isso?
    Marisa de Curitiba

    ResponderExcluir